• CIDI

O Fenômeno Sobrenatural


O espírito resulta do mundo da existência incondicional onde os comandos divinos são executados instantânea e diretamente. Porém, como a energia requer corda ou lâmpada para funcionar, o espírito necessita de matéria para funcionar neste mundo, apesar da matéria restringir sua atividade. Assim, para tornar o espírito mais ativo e menos confinado no tempo e espaço, podemos seguir um dos três caminhos:


O Fenômeno Sobrenatural, os Profetas e os Sábios Religiosos


Cada pessoa pode dar ao espírito mais espaço para agir. Essa meta está acompanhada por firme crença religiosa e desenvolvimento espiritual através de adoração regular e ascetismo. Quanto mais refinada a matéria é, mais livre e mais ativo o espírito. Comendo menos, jejuando frequentemente, dormindo menos, refreando-se dos pecados e praticar mais frequentemente a adoração o ajudarão atingir a sua meta. Se você usa a sua habilidade inata para desenvolveras suas faculdades espirituais, você consegue transcender os limitesdeste mundo, viajar no espírito em outras dimensões da existência, e, para algum grau, estabelecer contato com o passado e o futuro.


Considere a seguinte analogia: Quando você está em um quarto você vê aquilo que é confinado pelas quatro paredes. Quando você sai você consegue ver toda a sua vizinhança. Você pode mesmo ver mais do topo de uma colina. Quanto mais alto você sobe, mais você vê. Acontece o mesmo com o tempo. Quanto mais livre é o espírito da prisão da matéria e do corpo, mais amplo é o domínio de sua atividade com respeito ao tempo e espaço.


Esse caminho é geralmente o caminho dos profetas e sábios religiosos. Quer através de viagem em espírito em tempo e espaço, ou sendo ensinado por Allah, o Conhecedor do visível e invisível, eles penetram nas profundezas do tempo e espaço. Da mesma forma que a luz do sol está em inumeráveis locais simultaneamente, apesar de ser um corpo material, assim o espírito do profeta ou do santo, especialmenteaquele de um “substituto” (abdal), pode ser presente em muitos lugares ao mesmo tempo em seu corpo imaterial ou em energética forma. O Alcorão aponta isso: E (Maria) colocou uma cortina para ocultar-se dela (da família), e lhe enviamos o Nosso Espírito, que lhe apareceu personificado, como um homem perfeito”. (19:17).


Muitos interpretadores do Alcorão dizem que esse espírito foi o Arcanjo Gabriel. Essas narrativas são também relatadas em muitos autênticos narradores.


Um espírito de santo se tiver adquirido suficiente luz ou luminosidade, encontra símbolos ou sinais do passado ou eventos do futuro enquanto estiver viajando pelo tempo. Os sábios religiosos interpretam essas visões e relatam certos eventos do passado ou do futuro. Isso é comparável à interpretação do sonho. Eles podem errar em suas interpretações.


Porém, os profetas não erram em sua interpretação e predições, uma vez que recebem revelação e são instruídos diretamente por Todo-Poderoso Allah, o Conhecedor do invisível. O que eles predicam sempre se realiza. Por exemplo, o Profeta Mohammad (sallallahu alaihi wa sallam) predisse vários eventos futuros (isto é, o martírio de Othman e Áli, a Batalha do Camelo entre Áli e os companheiros líderes como Tal-há e Zubair, e a conquista de Damasco pelos muçulmanos, conquista do Irã e de Istambul. A maior parte de suas predições já aconteceu; outras estão aguardando o seu tempo para se realizarem. 1


Muhiddin Ibn Al Árabi (falecido em 1240 d.C.), um sábio muçulmano que morreu aproximadamente 50 anos antes da fundação do império Otomano predisse muitos importantes eventos da história otomana. Sua obra “Chajarat an Nu’mánia”, cujo manuscrito está à disposição em livrarias em Edirne e Istambul, é como uma simbólica história do Estado Otomano. Por exemplo, ele predisse que a sua sepultura seria descoberta quando Selim entrar em Damasco (e foi), que apesar de cerco de nove meses do Hafiz Ahmad Pachá a Bagdá ele não iria conquistá-la (e ele não conseguiu), que o Sultão Murad a conquistaria em 40 dias (e ele conseguiu), e que o Sultão Abdel Aziz seria destronado e morto (e ele foi).


Da mesma forma, Muchtaq Dada de Bitlis, que viveu na primeira metade do século 18, predisse que após uma guerra alguém chamado Kemal fará da Ankara a capital da Turquia (e tudo aconteceu). Seu “Diwan”, um livro de seus poemas que contém essas predições, continua à disposição.

Tais amados servos de Allah, que profetas ou sábios religiosos, fazem predições somente se Ele lhes permite fazê-lo por intermédio de Sua permissão e poder. O Mensageiro (sallallahu alaihi wa sallam) afirmou que Allah disse:


“Meu servo pode se aproximar de Mim de forma mais segura e melhor do que praticando seus deveres religiosos. Ele se aproxima mais de Mim através das orações facultativas (Nafilah). Se ele se aproximar de Mim, Eu Me tornarei seus olhos com os quais ele vê, sua audição com a qual ouve e suas mãos com as quais ele age”.



O Fenômeno Sobrenatural e os Nomes Divinos


O segundo caminho para viajar em espírito em tempo e espaço, ou penetrar em mais distantes e mais profundas dimensões de tempo e espaço, é seguir a orientação dos relevantes Nomes Divinos ou Nomes. Toda a existência depende das manifestações dos Nomes Divinos. Nós podemos ver apenas as manifestações de Seu Nome o Onividente Que nos capacita a ver. Ele continua a existir por causa da manifestação de Seus Nomes de Auto subsistente e Provedor que nos permitem fazê-lo. Se Ele não manifestasse Seu Nome de Provedor em conexão com a existência, o universo cessaria de existir imediatamente.


Da mesma forma, essa prática permite aos anjos e gênios assumirem as formas humanas e animais, contanto que Allah permite lhes fazê-lo. Especialmente os gênios podem penetrar no corpo de um animal e controlar suas ações. Eles também conseguem controlar as pessoas. Assim, ao se descobrir os Nomes Divinos isso permite a alguém penetrar nessas dimensões e então seguirem sua orientação em determinado assunto, e assim podemos viajar no tempo e no espaço, e ver e ouvir certas coisas que os outros não podem fazê-lo.


Vários Fenômenos Sobrenaturais


Tanto o fenômeno sobrenatural como a telepatia e o espiritualismo são muito divulgados. Milhões de pessoas que procuram paz e felicidade em contrapartida ao domínio de seu ponto de vista mundial, à mente e ao espírito pela tecnologia e materialismo, frequentam reuniões para as chamadas experiências transcendentais. Algumas pessoas são mais inclinadas a e podem desempenhar fenômenos sobrenaturais. Por exemplo, Madame Gibson predisse a partição da Índia em 1947 e o assassinato de John Kennedy. Da mesma forma, Fenni Bey de Ordu, Turquia, que lutou ao redor da cidade de Madina durante a Primeira Guerra Mundial, relatou:


Estávamos cercados em Madina. Eu estava incapaz de me comunicar com a minha família em Istambul. Uma noite, num sonho, vi fogo e fumaça em minha casa. De manhã mandei buscar um soldado raso, que era médium. Disse-lhe que fosse num transe, viajar até a minha casa. Disse-lhe onde estava situada. E pedi para ele me descrevesse o que visse. Ele fez o que lhe pedi e começou a descrever: “Já cheguei na casa. Bati à porta e uma senhora idosa com um lenço na cabeça saiu com uma criança nos braços”. Eu disse ao soldado para perguntar à mulher se há algo errado na casa. Ele me relatou: “Ela disse que sua esposa faleceu ontem”.


O espiritismo está agora muito divulgado. Antes de dar maiores explicações, devemos dizer que discutamos essas coisas apenas para destacar que a existência não está restrita à matéria. Mais precisamente, como a principal existência de um livro reside em seu significado, isso porque o metafísico, espiritual, ou imaterial é a parte essencial da existência. A matéria, por outro lado, é acidental e uma mudança significa para manifestar o que é imaterial. Os grandes sábios religiosos como Ibn Al Árabi se comunicaram com os espíritos dos mortos e mesmo com aqueles que ainda não nasceram.2


Espiritualistas contemporâneos e médiuns se comunicaram com gênios incrédulos ou demônios que aparecem como as pessoas mortas com cujas almas desejam se comunicar. Também médiuns predizem eventos futuros geralmente fazendo contato com gênios e então transmitem o que lhes está sendo dito.


Os gênios vivem mais do que nós, são ativos em dimensões mais amplos (domínios) de tempo e espaço, são mais rápidos que nós, e podem ver coisas que nós não podemos. Mas eles não podem prever o futuro, e, por isso, não devemos acreditar em suas predições, apesar de algumas acontecerem. No passado, os serviços de inteligência americanos e soviéticos competiam entre si em estudarem telepatia e outros meios sobrenaturais de comunicação. Como será explicado mais tarde, em futuro não muito distante, os poderes mundiais usarão gênios para se comunicarem uns com os outros, especialmente em assuntos de inteligência. Porém, é perigoso procurar contato e comunicar-se com os gênios ou demônios, por esses eres poderem assegurar facilmente a sua influência e controle sobre os que procuram.


Um amigo psiquiatra relatou o seguinte:

“Fui convidado a um evento necromântico numa casa em Samsun (uma província no norte da Turquia). A filha mais jovem arranjou xícaras e cartas sobre uma mesa. Um dos participantes convidou a alma de seu falecido avô paterna. Depois de várias chamadas, um homem apareceu. Quando lhe perguntamos insistentemente quem ele era, ele respondeu: ‘Satanás’. Ficamos muito assombrados. Um instante depois, perguntei-lhe por que havia vindo se não o tínhamos chamado. Ele escreveu na mesa com as xícaras: ‘Eu vim!’ Perguntei-lhe se ele acreditava em Allah. Ele escreveu: ‘Não!’ Quando perguntei se ele acreditava no Profeta, ele escreveu de novo: ‘Não!’ Eu comecei a ler para ele algumas passagens de um livro a respeito da existência de Allah. Quando eu li: ‘Uma fábrica com tal e tal aspectos aponta para o engenheiro que a planejou e construiu’, ele escreveu: “Verdade’. Mas quando eu li: ‘Assim, também o universo com todos os planetas e particularmente o mundo com todas as plantas e animais nele, indicam Allah.’ Ele escreveu: ‘Não!’ Isso continuou por algum tempo, e eu comecei recitar para ele de Jawshan al Kabir (A Grande Armadura), uma coleção de súplicas a Allah. Enquanto estava recitando, as xícaras ficaram se movendo na mesa. Então, ele escreveu: ‘Pare com essas coisas insensatas!’ Quando continuei recitando, ele não aguentou ouvir e desapareceu.”


Como essas experiências sobrenaturais, observações de alguns doutores na época da morte também provam a existência do espírito

e de seres espirituais. O que Bedri Ruhselman narrou em Ruh e Káinat (O Espírito e o Universo) de um doutor, concorda totalmente com as observações de um grupo de doutores da Holanda, que foram publicadas num jornal. Um doutor narrou:


“A minha esposa estava doente. Quando ela ingressou na angústia da morte, duas coisas parecidas com duas nuvens desceram no quarto e pairaram sobre a cabeça dela. Enquanto isso, uma forma apareceu, que estava conectada com a minha esposa na nuca com uma corda e estava se agitando. Isso continuou por cinco horas. No fim, a corda rompeu e a forma, o espírito, subiu. Aquilo foi o fim da vida de minha esposa.”


 

1 Para muitas de suas previsões, vê Said Nursi, “The Letters” (As Cartas) (London, Reino Unido, Truestar, 1994) 1:11-30: Gülen, “The Messenger of God Muhammad – An Analysis os the Profet’s Life” (O Mensageiro de Allah: Mohammad, Uma Análisede sua Vida) The Light Inc., New Jersey, 2005).


2 Alguns mantém que o Alcorão, em 7:72 e 23:14, aludem ao fato de que os nossos espíritos foram criados antes de Adão e Eva vierem ao mundo. De acordo com uma tradição, o espírito de cada pessoa é insuflado nele ou nela quando ele ou ela está com aproximadamente 6 semanas como embrião no ventre da mãe.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo