• CIDI

Os Anjos e Suas Funções


Os anjos são criados da luz. A palavra árabe para anjo é malak. De acordo com a sua forma de raiz, malak significa mensageiro, representante, enviado, superintendente, e um ser poderoso. Os anjos formam relações entre o mundo macrocósmico e o mundo material. Eles transmitem os mandamentos de Allah a respeito da criação e da operação do universo, dirigem os atos e as vidas dos seres (com a permissão de Allah), e descrevem suas adorações em seus próprios domínios.


Sendo refinados ou sutis corpos de luz, os anjos se movem muito rapidamente e podem ser encontrados em todos os domínios da existência. Eles se colocam em nossas pálpebras ou nos corpos de outros seres para observar o trabalho de Allah. Eles, também, penetram nos corações dos profetas e sábios religiosos para lhe conceder inspiração. Tais inspirações são usualmente de Allah, mas algumas vezes eles vêm de anjos.


Alguns animais, como abelhas, agem de acordo com a divina inspiração. A ciência afirma que todos os animais são dirigidos por impulsos, mas não conseguem explicar que impulso é, e como ocorre. Os cientistas estão tentando descobrir como os pássaros migratórios encontram o seu caminho, como jovens enguias criadas em águas da Europa encontram o caminho para as águas de seus ancestrais no Pacífico. Mesmo se tais informações estão codificadas em seu DNA, essa informação é certamente de Allah, Que conhece tudo, controla todo o universo e designa anjos para dirigir as vidas dessas criaturas. Se a ciência diz que não podemos questionar a existência dessas forças invisíveis como a lei de crescimento nas criaturas vivas, é mais científico ainda atribuir essas forças aos anjos, os servos especiais de Allah.


Tudo que existe, quer individual ou em espécies, possui uma identidade coletiva e pratica uma única e universal função. Cada flor apresenta um desenho superlativo e simetria e recita, na língua de seu ser, os Nomes do Criador manifestados nela. Toda a Terra executa uma glorificação universal como se fosse uma única flor. O vasto “oceano” dos céus louva e glorifica a Majestade do Feitor do Universo, por intermédio de seus sois, luas e estrelas. Mesmo os corpos inertes da matéria, apesar de aparentemente inanimados e inconscientes, executam uma função vital no louvor a Allah. Os anjos representam esses corpos imateriais no mundo das dimensões internas das coisas, e expressam seu louvor. Em retorno, esses corpos imateriais são os representantes dos anjos, moradas e templos neste mundo.


Há classes de anjos. Uma classe está ocupada em constante adoração; outra classe pratica a oração trabalhando. Esses anjos trabalhadores possuem funções que se assemelham às ocupações humanas, como pastores ou agricultores. A face da terra parece uma fazenda, e um designado anjo observa todas as espécies animais pelo comando do Majestoso Criador, com a Sua permissão, poder e força, e pela causa d’Ele. Cada espécie animal é observada por um anjo menor designado para agir como seu pastor.


A superfície da Terra é também um campo arável em que todas as plantas são semeadas. Outro anjo é designado para observar todas elas em Nome do Todo-Poderoso Allah e por Seu Poder. Anjos de nível mais baixo adoram e glorificam o Todo-Poderoso Allah supervisionando espécies particulares de plantas. O Arcanjo Miguel, um dos portadores do Trono de Sustentação 1 de Allah, observa os anjos de nível superior.


Os anjos que funcionam como pastores ou agricultores não têm semelhança com os pastores humanos ou agricultores, uma vez que a sua supervisão é pela causa de Allah, em Seu Nome, e pelo Seu poder e comando. Eles observam as manifestações de Soberania de Allah nas espécies que eles foram designados para supervisionar, estudar as manifestações do Poder Divino e a Graça neles, comunicar as ordens divinas a eles através da inspiração, e organizar suas ações voluntárias.


Sua supervisão das plantas, em particular, consiste em representar na língua angelical a glorificação das plantas na língua de seu ser. Em outras palavras, esses anjos proclamam os louvores e exaltações que todas as plantas oferecem ao Majestoso Criador através de suas vidas. Esses anjos também regulam e empregam as faculdades das plantas corretamente e as dirigem na direção de certo fim. Os anjos praticam esses serviços por intermédio de sua força de vontade parcial e uma espécie de reverência e adoração. 2 Eles não originam ou criam seus atos, uma vez que cada coisa mantém uma marca particular do Criador de todas as coisas. Somente Allah cria. Em resumo, tudo que os anjos fazem é adoração e, portanto, não é como os atos ordinários dos seres humanos.


Uma vez que há um anjo para representar cada espécie de criaturas e apresenta seus serviços e reverência à Corte Divina, a descrição do Profeta aos anjos é inteiramente racional e verdadeira. De acordo com ele, há anjos com 40000 cabeças, cada uma com 40000 bocas e 40000 cantos por 40000 línguas em cada boca.


Essa tradição profética significa que os anjos servem propósitos universais, e que algumas criaturas naturais reverenciam a Allah com 40000 cabeças. De 40000 formas. O firmamento, por exemplo, louva ao Majestoso Criador por intermédio de seus sois e estrelas; a Terra, apesar de ser um simples corpo, reverencia com muitos milhares de “cabeças”, cada uma com muitos milhares de “bocas”, e cada boca com muitos milhares de “línguas”. Assim, esse dito do Profeta é considerado referindo-se ao anjo que representa a terra no mundo das dimensões internas das coisas (o mundo dos corpos imateriais).


O Majestoso Onifeitor desse enorme palácio de criação emprega quatro classes de trabalhadores: anjos e outros seres espirituais; coisas inanimadas e criações vegetais, que são muito importantes servos, trabalhando sem salários; os animais que servem inconscientemente pela pequena paga de alimento e prazer; e a humanidade, que trabalha com os propósitos do conhecimento do Majestoso Criador. Homens e mulheres aprendem de tudo e supervisionam servos de menor nível em troca de um soldo (recompensa) aqui e na Outra Vida.


A primeira classe consiste em anjos. Esses seres nunca são promovidos pelo que fazem, pois cada um tem um fixo e determinado nível e recebe um prazer particular pelo próprio trabalho bem como uma radiação da adoração. Sua recompensa é encontrada em seu trabalho. Exatamente como somos alimentados por e recebemos prazer do ar, da água, da luz e da comida, os anjos são alimentados e recebem prazer da luz da recordação e da glorificação, da adoração e conhecimento, e do amor a Allah. Uma vez que são criados de luz, esta os sustenta. Mesmo o cheiro aromático, que estão próximos da luz são alimentos prazerosos para eles. Realmente, os espíritos puros sentem prazer com os cheiros agradáveis.


Os anjos recebem sua própria recompensa (graças elevadas) por portarem as ordens do Único que eles adoram, trabalham pela Sua causa, prestando serviço em Seu Nome, e supervisionando por intermédio de sua vista. Eles ganham honra através de sua conexão com Ele, são reanimados por estudarem as dimensões materiais e imateriais de Seu Reino, e ficam satisfeitos em observarem as manifestações de Sua Graça e Majestade. A graça resultante é tão elevada que não conseguimos mesmo começar a compreendê-la. Os anjos não pecam ou desobedecem, pois não possuem uma alma que ordena o mal que deve ser impedida. Eles possuem níveis fixos e, por isso, não são nem elevados nem rebaixados. Eles não têm experiência com qualidades negativas como inveja, rancor, inimizade, e todas as luxúrias e apetites animais encontrados nos seres humanos e gênios. Anjos não têm gênero, não comem nem bebem, e não sentem fome, sede ou cansaço. Apesar de não receberem salário pela sua adoração, eles tiram prazer especial de portarem as ordens de Allah, prazer em estarem próximos d’Ele, e recebem prazer espiritual de sua reverência. Louvor, adoração, recitação dos Nomes de Allah e glorificação d’Ele são seus alimentos, como também são a luz e as fragrâncias agradáveis.


Por outro lado, nós lutamos contra as nossas almas ordenadoras do mal e contra Satã. Enquanto os anjos nos convidam para a verdadeira orientação, inspiram-nos com crença, boa conduta e virtude, e nos chamam para resistirmos contra a tentação de Satã e a nossa alma ordenadora do mal, Satã e a nossa alma ordenadora do mal tentam seduzir-nos. A vida de um indivíduo é a história da luta contínua dele ou dela entre a inspiração angelical e a tentação satânica. Isso é porque podemos ser elevados aos níveis mais altos ou rebaixados aos níveis mais baixos. Também, isso é porque os eleitos da humanidade, os profetas e grandes sábios religiosos são mais elevados em nível de que os maiores anjos, e porque os crentes comuns são mais elevados do que os anjos comuns. Também, apesar de os anjos terem mais conhecimento de Allah, de Seus Nomes e Atributos do que temos, somos espelhos mais compreensivos dos Nomes e Atributos de Allah devido ao nosso desenvolvido senso humano, nossa habilidade de refletir e nossa natureza complexa.


Há diferentes tipos de anjos. Além dos escolhidos para representar e supervisionar várias espécies e apresentar sua adoração a Allah, há quatro tipos de arcanjos e anjos que carregam o Trono de Allah. 3 Outros grupos de anjos são conhecidos como “ Mala-il a’la” (O Conselho Superior), “ Nadiy-i a’la” (a Assembléia Superior) e “ Rafiquil a’la” (O Companheiro Superior).


Anjos específicos foram designados para o Paraíso e o Inferno. Os anjos que registram os atos das pessoas são chamados de “ kiramun kátibun” (Os Nobres Registradores), e, como é afirmado num hadice, 360 deles são responsáveis pela vida de cada crente. Eles guardam seus encargos, especialmente durante a infância e a idade avançada, oram por eles, pedem a Allah para perdoá-los. Outros anjos auxiliam os crentes durante o tempo de guerra e frequentam as assembleias que louvam e glorificam a Allah, bem como encontros de estudo promovidos pela causa de Allah e para beneficiarem as pessoas.


Os anjos, particularmente os anjos da misericórdia, não entram nas casas que contêm estátuas ou locais onde cães são criados, e se refreiem de manter contato com pessoas ritualmente impuras e mulheres menstruadas. Eles também evitam aqueles com mau hálito (por comerem alho e cebola, ou fumarem), e não visitam aqueles que rompem relações com pais e parentes.


Apesar de Allah ser Todo-Poderoso e puder guardar a cada um, Ele pode apontar anjos para guardar Seus servos. Para obter essa guarda, os crentes devem fazer de boa vontade o que é bom e estabelecer uma relação íntima com o Poderoso Allah. Devem ter uma crença inabalável em Allah e todos os outros pilares da fé, nunca abandonar as orações regulares e as adorações, levarem uma vida disciplinada e se refrearem das coisas proibidas ou atos pecaminosos.


Os anjos ajudaram os crentes durante as batalhas de Badr e Uhud, também durante a conquista de Makka. Eles sempre ajudam os crentes que lutam sinceramente pela causa de Allah, não importa o tempo e o lugar.


Crer nos anjos possui muitos benefícios. Por exemplo, fornece nos paz e afasta a nossa solidão. A inspiração insuflada pelos anjos nos estimula, ilumina-nos intelectualmente, abre novos horizontes de conhecimento e pensamento. A ciência de sua contínua companhia nos ajuda também a nos abstermos dos pecados e conduta imprópria.


Devemos citar alguns versículos do Alcorão para compreender os anjos:


“Pelos enviados uns após os outros, que sopram impetuosamente, e dispersam (as coisas) violentamente; e as separam umas das outras, e disseminam uma Mensagem, seja de justificação ou de admoestação.” (77:1-6).


“Pelos (anjos) que arrebatam violentamente (as almas dos corruptos), pelos que extraem gentilmente (as almas dos abençoados); pelos que se movimentam (na disseminação da misericórdia); então se precipitam, como numa corrida, que são arranjadores (para a execução) das ordens (do seu Senhor)!” (79:1-5).


“Nela (a Noite do Decreto) descem os anjos e o Espírito (Anjo Gabriel), com a anuência do seu Senhor, para executar todas as Suas ordens.” (97:4).

“... Fogo, cujo alimento serão os homens e as pedras, e que é guardado por anjos inflexíveis e severos, que jamais desobedecem às ordens que recebem de Allah, mas executam tudo quanto lhes é imposto.” (66:6)

.

“Glorificado seja! Qual! São apenas servos veneráveis (esses a quemchamam de filhos), que jamais se antecipam a Ele no falar, e que agem sob o Seu comando.” (21:26-27).



 


1 Este é um oficial de alta patente a quem Allah emprega para mostrar Suas provisões de todas as criaturas.


2 Said Nursi disse que eles têm parcial força de vontade, como mostrado pela sua resposta à proclamação de Allah a eles que Ele iria escolher um legatário na terra. Essa força de vontade parcial, porém, não causa ou os capacita desobedecerem às ordens de Allah. Nesse caso, sua força de vontade é inferior à nossa força de vontade.


3 Nós não sabemos o que o Alcorão significa com o Trono de Allah ou como ele é carregado.




11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sonhos