SURA 88
AL-GHÁXIYA
(O EVENTO ABRUMADOR)
Período de Meca

Revelada em Meca, esta Sura de 26 versículos deriva seu nome da palavra al-gháchiya (O evento Abrumador,significa O Dia da Ressurreição) no primeiro versículo. Ela chama a atenção para as dificuldades e a punição que os incrédulos sofrerão na Outra Vida e a felicidade com que os crentes serão favorecidos. Além disso, convida-nos a refletir sobre algumas manifestações e evidência do poder e sabedoria
de Deus.

Em Nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

 

1. Porventura, chegou-te a notícia do evento abrumador?

2. Alguns rostos naquele dia estarão abatidos,

3. Tendo trabalhado (no mundo) com fadiga (sem nenhuma parte na Outra).

4. Eles vão entrar no fogo abrasador;

5. Ser-lhes-á dado a beber de uma fonte fervente.

6. Não haverá alimento para eles, mas uma planta venenosa espinhosa:

7. Ela não nutrirá nem valerá contra a fome.

8. E alguns rostos nesse Dia estarão em graça,

9. Bem satisfeitos com (o fruto de) seus esforços (no mundo),

10. Em um Jardim sublime,

11. Em que eles não ouvirão nenhuma conversa ociosa.


É interessante que a primeira das bênçãos do Jardim sublime será este que não há nenhuma conversa fiada nele. Isto significa que o Paraíso não é um lugar onde os seus habitantes vão se divertir como as pessoas do mundo divertiam-se no mundo. Todas as bênçãos do Paraíso são puras e nobres em caráter, como seus habitantes vão ser pessoas nobres e purificados. O versículo também implica um alerta contra a conversa fiada e os divertimentos sem sentido do mundo.

12. Aí haverá uma fonte que flui,

13. Aí haverá leitos erguidos,

14. E taças colocadas à disposição,

15. E almofadas dispostas,

16. E ricos tapetes espalhados.

17. Não consideram os camelos – como são criados?

18. E no céu - como ele foi erguido?

19. E nas montanhas - como eles foram estabelecidas?

20. E na terra - como foi dilatada?

21. E, assim, lembra-os e os exorta, pois o teu (dever é) lembrar e exortar.

22. Não és um que dita (fé) para eles.

23. Mas quem se afasta (adverso à lembrança e à exortação), e não acredita (em que é transmitida a ele),

24. Deus vai puni-lo com a maior punição (do Inferno).

25. Em verdade, para Nós será o seu regresso;

26. Posteriormente, é para Nós a prestação de conta.
 

O ALCORÃO Com Interpretação Anotada por Ali Ünal, Tughra Books