5 de nov. de 2021

PERGUNTA: Que significa orientação(Hidayah) e se podemos orientar alguém mais?

RESPOSTA: Orientação é a luz que Allah ilumina em você porque você usa o seu próprio livre arbítrio pela causa da crença. Somente Allah guia a pessoa para a verdade como é apontado repetidamente no Alcorão: “Todavia, se Allah quisesse, teria orientado todos até a verdadeira senda.” (6:35). “Se teu Senhor tivesse querido, aqueles que estão na terra teriam acreditado unanimemente.” (10:99). “Por certo que não és tu que orientas a quem queres; contudo, Allah orienta a quem Lhe apraz.” (28:56). “Certamente não poderias fazer ouvir os mortos, nem fazer ouvir os surdos, o chamamento, quando voltarem as costas em fuga. Nem és guia dos cegos, em seus desvios. Só podes fazer-te escutar por aqueles que creem nos Nossos versículos e são muçulmanos.” (30:52-53).

Uma vez que Allah é Que guia, nós imploramos a Ele em cada unidade das nossas orações diariamente prescritas, dizendo: “Guia-nos à senda reta.” (1:6). O Mensageiro de Allah disse: “Fui enviado para convocar as pessoas para a crença. Somente Allah os orienta e coloca a crença em seus corações.”

O Alcorão também afirma que o Mensageiro de Allah (sallallahu alaihi wa sallam) convoca e orienta as pessoas para a Senda Reta, como nos seguintes versículos: “É verdade que tu procuras convocá-los à senda reta.” (23:73). “E também te inspiramos com um Espírito, por ordem Nossa, antes do que não conhecias o que era o Livro, nem a fé; porém, fizemos dele uma Luz, mediante a qual guiamos quem Nos apraz dentre os Nossos servos. E tu certamente te diriges para uma senda reta.” (42:52).

Os versículos não contradizem um ao outro. Allah cria cada um com o potencial de aceitar a crença, mas ambos, a família e as condições sociais e educacionais existentes têm certo papel na sua orientação ou desorientação. Para convocar as pessoas para a crença, Allah enviou mensageiros, alguns dos quais receberam Livros Revelados, para que as pessoas se reformassem. O Profeta Mohammad (sallallahu alaihi wa sallam) é o último Mensageiro e o Alcorão Revelado é o último e único inalterado Livro Divino.
O Alcorão contém os princípios da orientação. O Mensageiro proporciona orientação, quer através do Livro ou da sua personalidade, conduta e bom exemplo. Ele recitou as Divinas Revelações, mostrou os sinais de Allah para seu povo (ou para toda a humanidade, no caso do Profeta Muhammad) (sallallahu alaihi wa sallam), e apontou seus conceitos errados, suas superstições e seus pecados.
Cada coisa, evento e fenômeno é um sinal apontando para a Existência e Unicidade de Allah. Portanto, se nós acreditamos sinceramente e sem preconceito, luta contra os desejos carnais e as tentações da maldade e de Satã, e usarmos o nosso livre arbítrio para encontrarmos a verdade, Allah nos guiará para um caminho que conduz a Ele. Ele declara no Alcorão: “Ó crentes, temei a Allah, tratai de acercar-vos d’Ele, e lutai pela Sua causa; quiçá assim prosperareis.” (5:35).
“Quanto àqueles que diligenciam por Nossa causa, encaminhá-los-emos pela Nossa senda. Sabei que Allah está com os benfeitores.”
(29:69).
“E, a quem temer a Allah, Ele lhe apontará uma saída.” (65:2).
Para encontrar ou merecer orientação devemos lutar sinceramente por ela e procurar o caminho que conduz a ela. Aqueles que Allah abençoa com orientação devem primeiro mostrar que eles a receberam por constituírem bom exemplo, e então convocam os outros a ela através de meios legais (islâmicos). Allah repetidamente ordenou Seu Mensageiro a fazer justamente isso nestes e em outros versículos:

“E admoesta os teus parentes mais próximos.” (26:214).

“Admoesta, pois, porque és tão-somente um admoestador!” (88:21).

“Proclama, pois, o que te tem sido ordenado.” (15:94).

“Convoca (os humanos) à senda do teu Senhor com sabedoria e uma bela exortação; dialoga com eles de maneira benevolente.” (16:125).

“Realmente, tendes no Mensageiro de Allah um excelente exemplo para aqueles que têm esperança em Allah e no Dia do Juízo Final, e invocam Allah frequentemente.” (33:21).
O Mensageiro de Allah (sallallahu alaihi wa sallam) comunicou as Revelações de Allah para as pessoas, convocou-as para a crença no melhor e mais efetivo meio, e enfrentou grandes dificuldades e perseguições por fazê-lo. Ele recusou os mais sedutores subornos para fazê-lo parar de convocar as pessoas para a crença no Único Allah e continuou a sua missão sem esperar qualquer recompensa terrena. Procurando apenas agradar a Allah e a prosperidade das pessoas em ambos os mundos, quando ele conquistou Makka (com a ajuda de Allah) e fez a Palavra de Allah prevalecer, ele perdoou os mequenses que o haviam perseguido cruelmente por 21 anos, dizendo: “Não há repreensão hoje em vocês. Que Allah os perdoe (pois) Ele é o Clemente, o Misericordioso. Podem ir, estão livres!” (1)
O Mensageiro de Allah (sallallahu alaihi wa sallam) uma vez disse a Ali: “Se alguém encontrar orientação por seu intermédio é preferível para você de que conseguir camelos vermelhos.” (2) De acordo com a regra: “quem causa é como quem pratica” quem conduz alguém mais para a orientação recebe o que o último receberá, sem reduzir nada de sua recompensa. Similarmente, o Mensageiro de Allah (sallallahu alaihi wa sallam) disse:
“Aquele que indicar o caminho reto a alguém terá a mesma recompensa daquele que o tiver seguido, até o Último Dia sem que isso lhe diminua em nada das suas próprias recompensas. E aquele que incitar alguém ao extravio incorrerá no mesmo pecado daquele que lhe ouviu o incitamento até o Último Dia, sem que isso diminua em nada dos seus próprios pecados.” (3)

Se você conduz outras pessoas à orientação, nunca os lembre dizendo-lhe, por exemplo: “Vocês encontraram a orientação somente por minha causa.” Isso é um grave pecado e ingratidão para com Allah, pois somente Allah conduz e faz você conduzir outros para a orientação. Similarmente, os orientados por seu intermédio nunca devem dizer, por exemplo: “Sem você nunca teria sido guiado.”
Se você conduz outras pessoas para a orientação, você deve dizer: “Louvado seja Allah, pois Ele utilizou um pobre e necessitado servo como eu, para realizar essa meritória obra. Allah é tão Poderoso, Misericordioso e Munificente com Seus servos que Ele criou cachos de uva na madeira. Como a parreira não tem o direito de atribuir a si mesma o crescimento da uva nela, não posso atribuir a orientação dos outros a mim mesmo.” Quanto àqueles que encontram a orientação, devem pensar: “Allah, meu Senhor viu a minha necessidade e desamparo e permitiu a Seu servo conduzir-me para a orientação. Louvado seja Ele.”

Entretanto, aqueles que são conduzidos para a orientação podem sentir-se agradecidos a aqueles que Allah utilizou para guiá-los. Além disso, uma vez que Allah nos criou e às nossas ações, Ele também criou os meios que capacitam a orientação e o extravio. Mas isso não nega ou diminui a parte do nosso próprio livre arbítrio na nossa orientação ou no nosso extravio.

1 Ibn As’d, At tabakat al-Kubra, 2142; Ibn Ishaq, al Sirat al Nabawiya, 2:402. 2 Bukhári, Jihad, 102; Musslim, Fadáil as-Sahába, 35. “Camelos vermelhos” é uma metáfora utilizada pelos árabes medievais para a coisa mais preciosa que a possa ter.
3 Musslim, Zakat, 69; Ibn Mája, Mucaddima, 203.