• CIDI

O Decreto Divino e o Destino IV

Colocado no site em 15.03.2006

Autor M.Fethullah Gülen


Em Relação à Criação


Há dois aspectos da relação entre o Decreto Divino e o Destino e a criação. Primeiro, como um fator determinante e compelente, o Destino é absolutamente dominante em todo lugar, exceto onde o nosso livre arbítrio tem uma parte. Tudo ocorre de acordo à sua medida e determinação, julgamento e direção. Allah é proprietário absoluto de soberania, e assim faz o que Ele deseja. Ninguém pode pedir-Lhe contas pelos Seus atos. Sendo absolutamente Justo e Onisciente e absolutamente Clemente e Misericordioso, Ele faz somente certas as Suas criaturas e nunca erradas. Não podemos interferir com a operação do universo. O sol sempre envia calor e luz independentemente de nós, a Terra gira sobre o seu eixo e ao redor do sol, dias e meses passam, as estações e os anos se sucedem, e não temos controle sobre a natureza. Há inumeráveis exemplos de sabedoria nos atos de Allah, todos eles nos beneficiam. Por isso, temos de estudar e refletir em Seus atos para descobrirmos a sua sabedoria:

“Na criação dos céus e da terra e na alternância do dia e da noite há sinais para os sensatos, que mencionam Allah, estando em pé, sentados ou deitados, e meditam na criação dos céus e da terra, dizendo:

Ó Senhor nosso, não criaste isto em vão. Glorificado sejas! Salva-nos do tormento infernal!” (3:190-191).


Devemos refletir sobre o que acontece a nós. Allah nunca deseja o mal para Suas criaturas, porque “Toda a desventura que te açoita provém de ti.” (4:79). Em outras palavras, os nossos pecados são a fonte da nossa má sorte. Allah permite que a má sorte nos atinja para que os nossos pecados sejam perdoados ou assim possamos ser promovidos para níveis mais altos. Mas isso não significa que Allah, por uma razão conhecida apenas d’Ele, algumas vezes ignora os nossos pecados e não nos pune.


O segundo aspecto dessa relação diz respeito às injunções e proibições religiosas, relacionadas com o livre arbítrio humano. Enquanto o Destino Divino é absolutamente dominante naquelas áreas em que o nosso livre arbítrio não tem parte (isto é, criando e controlando todas as coisas e os seres, bem como corpos animados e inanimados, movimentos planetários, e todos os eventos naturais ou fenômenos), ele leva o nosso livre arbítrio em consideração.


Allah cria todas as coisas e eventos, incluindo todos os nossos atos, porque Ele nos honrou com o livre arbítrio e preparou uma eterna residência para nós. Apesar de Ele desejar que nós façamos sempre o que é bom e insistentemente nos convida para isso, Ele não Se abstém de dar existência eterna e física às nossas más escolhas e maus atos, mesmo que esteja insatisfeito com eles.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo