• CIDI

Sonhos


Enquanto você dorme com os olhos fechados, seus ouvidos surdos, sua língua muda e seus braços e pernas imóveis, como você viaja, encontra pessoas, e faz muitas coisas em poucos minutos ou mesmo segundos? Quando você se levanta de manhã, você se sente profundamente influenciado por aquela aventura de poucos segundos. Apesar de Freud e seus seguidores atribuírem os sonhos ao subconsciente, a pensamentos e desejos, impulsos e experiências passadas, como você consegue explicar os sonhos que nos informam sobre um evento futuro com o qual você não teve contato ou nunca ter pensado a respeito? Como nós sonhamos? Com que parte do nosso corpo ou ser sonhamos? Por que os sonhos duram apenas alguns segundos? Como (e por que) nos lembramos do que sonhamos? Todas essas e muitas perguntas similares são como quebra cabeças esperando ser desvendadas pela ciência.


Algumas vezes, quando estamos dormindo, os nossos subconscientes (nominalmente, os nossos pensamentos e desejos, impulsos e experiências passadas) são revelados inconscientemente. Podemos estar doentes ou com fome, ou estarmos enfrentando um problema insolúvel. A imaginação dá forma aos desvios de um mau temperamento, ou a mente relembra um evento excitante do passado e lhe dá uma nova e diferente forma. Todos esses sonhos são misturados; eles possuem algum significado, mas não são facilmente explicados. Por exemplo, se comermos algo salgado antes de dormirmos, podemos sonhar que estamos deitados numa piscina ou lagoa; se formos dormir com fome, podemos sonhar que estamos lutando com os outros. Se não soubermos como interpretar sonhos, verdadeiros sonhos podem ser confusos ou tomados por aqueles sonhos misturados.


Por exemplo, Apesar do sonho do Faraó dito ao profeta José ter sido verdadeiro, seus homens o descreveram como confuso. 1


Os Sonhos Verdadeiros


Um tipo de sonhos nada tem a ver com o subconsciente. Esses sonhos levam mensagens importantes: quer boas novas de Allah, que nos encorajam a fazer boas coisas e nos guiam, ou nos advertem a respeito das coisas más que fizemos. Esses sonhos, que chamamos de sonhos verdadeiros, são muito claros e inesquecíveis.


Alguns sonhos verdadeiros contêm informações do futuro. Para entender sua natureza e seu mecanismo, considere o seguinte:

Como a essência de um livro, seus significados, existe antes de assumir uma escrita, uma forma visível, tudo tem uma forma essencial de existência na Onisciência de Allah antes de aparecer no mundo.


Os filósofos muçulmanos denominam essas formas essenciais de protótipo. Quando Allah deseja enviá-los para este mundo, através da manifestação de Sua Sabedoria e Poder e os apropriados Nomes Divinos, Ele os encerra em corpos materiais.. Há outro mundo entre o mundo dos protótipos (onde a Onisciência de Allah manifesta- se primeiro) e este mundo – o mundo de formas imateriais ou de símbolos. Lá, coisas existem na sua forma ideal ou como símbolos, e o conceito e a medida do tempo é completamente diferente de seu correlativo, daqui. Os sonhadores encontram ou recebem esses símbolos diferentemente, baseados em fatores como tempo e espaço, cultura e mesmo características nacionais e individuais.


Quando dormimos, o nosso espírito ascende a este mundo de formas ideais sem romper completamente sua conexão com o corpo. 2 Ele entra em uma dimensão diferente de existência, onde passado, presente e futuro estão combinados. Como resultado disso, experimentamos um evento passado ou testemunhamos um futuro. Porém, desde que coisas naquele mundo existem na sua forma ideal ou simbólica, o espírito geralmente recebe símbolos que requerem interpretação.


Por exemplo, a água clara lá deve corresponder ao conhecimento aqui. Se você vê sua própria matéria perdida, isso pode ser interpretado que você ganhará dinheiro de forma lícita. Se a matéria perdida pertence a outros, pode significar que o dinheiro virá a você de forma ilícita. Como é mencionado na Surata de José (Surat Youssuf), uma vaca gorda deve significar um ano de abundantes cereais, enquanto uma vaca magra significa um ano de severidade. As metáforas, os símiles e as parábolas encontradas no Alcorão e os ditos proféticos, e algumas vezes entre as pessoas, podem fornecer chaves significativas para a interpretação dos sonhos. Alguns sonhos verdadeiros são tão claros que não necessitam de interpretação.


Uma vez que o tempo é medido diferentemente nesses dois mundos, e o espírito é muito mais ativo enquanto estamos dormindo, os grandes sábios religiosos que liberam os seus espíritos até certo grau, conseguem percorrer longas distâncias em tempo muito menor de que pessoas normais. Muitas pessoas tiveram sonhos verdadeiros. Por exemplo:


• O sonho de Abraham Lincoln na noite antes de seu assassinato é famoso. Ele sonhou que os servos da Casa Branca corriam para lá e para cá, falando um ao outro que o Sr. Lincoln tinha sido assassinado. Ele acordou muito agitado e passou um dia inquieto. A despeito dos avisos, ele foi ao teatro naquela noite e foi assassinado.


• O sonho de Eisenhower justamente antes de desembarcar na Normandia em junho de 1944 mudou o curso da Segunda Guerra Mundial. Poucos dias antes da data que ele decidiu desembarcar, ele sonhou que um grande temporal caiu e virou as embarcações. Isso o fez mudar a data. A história registra que o

seu sonho foi correto.


• A mãe de Anne Ostrovosky, uma escritora russa, viu muitas cenas das batalhas entre alemães e russos 5 anos antes da eclosão da Segunda Guerra Mundial. Seu sonho foi publicado em vários jornais.


• Várias descobertas científicas ou tecnológicas foram vistas primeiro em sonhos. Elias Howe, enquanto estava tentando imaginar como alinhavar numa máquina de costura, sonhou que era prisioneiro de uma tribo africana que queriam que ele alinhavasse uma máquina de costura. Com pavor mortal e confuso, ele viu de repente furos na ponta das lanças de seus captores. Ele acordou e fez uma pequena “lança” com um furo na ponta. Niels Bohr, que estava estudando estruturas atômicas, sonhou com planetas conectados ao sol com fios e girando ao redor. Quando ele acordou, ele concebeu uma semelhança entre o que ele sonhou e a estrutura atômica.


Muitos outros sonhos verdadeiros previram eventos futuros ou resultaram em descobertas científicas ou tecnológicas. Mas esses exemplos são suficientes para mostrar que os sonhos são o resultado de uma viagem do espírito em dimensões internas de existência (o mundo das formas e símbolos imateriais) e de receber sinais nisso.

Finalmente, os sonhos fornecem uma forte prova da existência dos mundos imateriais, bem como o Conhecimento Divino e o Destino. Se Allah, o Onipotente, não predeterminou e registrou todos os eventos em “A Suprema Tábua Guardada”, como poderíamos ser informados de eventos futuros? Além disso, os sonhos mostram que as medidas de tempo diferem de acordo com os aspectos de cada mundo.


 

1 O rei disse: “Sonhei com sete vacas gordas sendo devoradas por sete magras, e com sete espigas verdes e outras sete secas. Ó chefes, interpretai o meu sonho, se sois interpretadores de sonhos.” Responderam-lhe: “É uma confusão de sonhos, e nós não somos interpretadores de sonhos.” (José) respondeu: “Semeareis durante sete anos, segundo o costume e, do que colherdes, deixai ficar tudo em suas espigas, exceto o pouco que haveis de consumir. Então virão, depois disso, sete (anos) estéreis, que consumirão o que tiverdes colhido para isso, menos o pouco que tiverdes poupado (à parte). Depois disso virá um ano, no qual as pessoas serão favorecidas com chuvas, em que espremerão (os frutos).” (Alcorão Sagrado, 12:43-44, 47-49).


2 Durante os sonhos, os espíritos continuam a sua conexão através de um cordão.



9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo